Rússia vai libertar baleias da "prisão"

Rússia vai libertar baleias da "prisão"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os mamíferos foram capturados ilegalmente para, presume-se, serem vendidos para parques marinhos chineses

PUBLICIDADE

Jean-Michel Cousteau chegou com uma equipa de cientistas ao local perto da cidade russa de Vladivostok que ficou conhecido como “a prisão de baleias”.

O filho de Jacques Cousteau foi convidado pelo governo russo para desenvolver um plano para melhorar as atuais condições da vida dos animais e para reabilitar as 87 baleias-beluga e as 10 orcas presas em jaulas no leste do país.

Os mamíferos foram capturados ilegalmente para serem vendidos, presume-se, para parques marinhos chineses.

A libertação está dependente da saúde dos mamíferos e da capacidade de viverem no oceano sem apoio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia declara correspondente da BBC de “agente estrangeiro”

Como a ucraniana Valeriia, de 17 anos, escapou a um campo de reeducação russo

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE