Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

GP de Antália conclui com Judo inteligente e Patrícia Sampaio termina em quinto

GP de Antália conclui com Judo inteligente e Patrícia Sampaio termina em quinto
Direitos de autor
Anadolu Ajansı
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chegou hoje ao fim o Grande Prémio de Antália, na Turquia, tornando mais uma vez evidente o carácter verdadeiramente universal do Judo. Catorze países diferentes conquistaram as catorze medalhas de ouro do torneio: a Alemanha , Azerbaijão, Cazaquistão, Coreia do Sul , Cuba, França, Geórgia, Grécia, Holanda, Kosovo, Moldávia, Polónia, Roménia, e Turquia. É caso para dizer que há Judo para todos.

A judoca portuguesa Patrícia Sampaio terminou hoje na quinta posição na categoria de -78kg, ao perder com a ucraniana Anastasiya Turchyn, no combate pelo bronze.

Patrícia Sampaio, que tinha vencido a medalha de bronze no Grande Prémio de Marraquexe, começou a prova com dois triunfos, sobre a chinesa Chen Fei e a israelita Inbar Lanir.

Nas meias-finais, a portuguesa foi derrotada por waza-ari pela cubana Kaliema Antomarchi, antes de perder com Tuchyn, por submissão, no ponto de ouro, no combate pelo bronze. A cubana viria a ganhar a medalha de prata.

Na mesma categoria, Yahima Ramírez terminou na sétima posição, ao perder na primeira ronda da repescagem, também frente a Anastasiya Turchyn, por acumulação de shidos.

Antes, a judoca tinha vencido a turca Sumeyra Aykac, por ippon, e perdido com a alemã Anna Maria Wagner, igualmente pela pontuação máxima. Anna Maria Wagner viria a sagrar-se a campeã da categoria.

O Homem do Dia

A Turquia foi um dos países a arrebatar o ouro. Mikail Ozerler, em -90kg, foi o nosso homem do dia, jogando com uma belíssima técnica Makikomi frente ao georgiano Georgi Papunashvili. O judoca levou ao rubro o público da nação anfitriã, em especial as muitas crianças presentes que esperaram até hoje pela medalha de ouro.

O Presidente da Federação Turca de Judo, Sezer Huysuz condecorou o judoca.

Técnica e motivação marcaram a final de Mikhail Ozerler, que levou os fãs ao rubro.

"Senti a adrenalina quando fui para a final e estimulou-me realmente muito. No fundo, o mais importante para mim é ver as crianças e a sua alegria, ver que somos um ídolo para elas. Elas têm muita admiração por nós e é isso que me faz realmente feliz," comentou sobre a sua vitória.

A Mulher do Dia

Anna Maria Wagner revelou-se a nossa mulher do dia. A competir em -78kg, a jovem alemã, vencedora de uma medalha de ouro no mês passado em Marraquexe, conquistou a sua segunda consecutiva em Antália. A judoca reagiu por duas vezes à cubana Kaliema Antomarchi e esperou por um momento de contra-ataque da adversária para responder com o seu próprio contra-ataque. Kouchi e Ouchi - ou o Judo na sua forma inteligente.

Kouchi e Ouchi - o Judo na sua forma inteligente.

"O Kouchi não estava nos meus planos, talvez um Uchi, mas quando eu tentei um Uchi mata, ela quis fazer-me contra e essa foi a chance de eu contra-atacar novamente. O Kouchi foi instintivo, ocorreu no momento certo e resultou," explicou.

Em -100kg, o triunfo resultou também de um ataque de Kouchi, feito com os pés rápidos de Alexandre Iddir. Esperando ser lançado para a frente, o adversário brasileiro Rafael Buzacarini deitou o seu peso para trás e o francês capitalizou a oportunidade. Um exemplo perfeito de ação e reação.

Iryna Kindzerska venceu em +78kg projectando com uma técnica enorme a adversária brasileira Beatriz Sousa para um Ippon enfático. A judoca ficou emocionada ao ganhar o seu segundo Grande Prémio do ano.

A potência holandesa Roy Meyer venceu a categoria masculina mais pesada de +100kg, marcando um Waza-ari contra o georgiano campeão da semana passada no Grande Prémio de Tbilisi, Levani Matiashvili. Esta foi a primeira medalha de ouro para o holandês desde 2017.

O Movimento do Dia

O nosso movimento do dia coube ao Campeão do Mundo de 2014 em -81kg, Avtandili Tchrikishvili. O atleta demorou o seu tempo para competir em -90kilos, mas deixou claro o seu domínio ao derrubar um dos melhores judocas do momento, o sérvio Aleksandar Kukolj, com um judo clássico georgiano.

Um espetáculo maravilhoso para as crianças do campo de refugiados da cidade vizinha de Kilis, presentes no torneio. O Judo como uma força para o bem.

A seleção portuguesa

Para além de Patrícia Sampaio e Yahima Ramírez, João Crisóstomo (-66 kg) e Joana Ramos (-52 kg) foram sétimos classificados na jornada inaugural.

O português Nuno Saraiva foi eliminado ao primeiro combate no sábado na categoria de -73 kg, ao perder com o esloveno Martin Hojak, por acumulação de shidos.

De 10 a 12 de Maio terá lugar o Grand Slam de Baku, no Azerbaijão.