Última hora
This content is not available in your region

Eleições Europeias: PPE e S+D devem perder 93 lugares

euronews_icons_loading
Eleições Europeias: PPE e S+D devem perder 93 lugares
Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas, uma cidade que despertou hoje com um vislumbre do futuro que se avizinha para as eleições europeias de maio.

O Partido Popular Europeu e os Socialistas e Democratas têm vindo a subir, mas a perspetiva não é muito animadora. O PPE deverá perder 37 lugares, e o SD 56.

Melhores são as notícias para os Liberais, com o movimento En Marche, de Emmanuel Macron, a juntar-se ao grupo parlamentar. Deverão assim aumentar em 39 lugares o número de assentos no Parlamento.

Apesar das previsões de um grande aumento populista, o declínio do movimento Cinco Estrelas, em Itália e do AFD na Alemanha deverá cortar 13 assentos à Europa da Liberdade e da Democracia Direta, o grupo dos eurocéticos no Parlamento Europeu.

Nem tudo são más notícias para aqueles que tencionam agitar Bruxelas. A Europa das Nações e das Liberdades vai beneficiar da ascensão da União Nacional, de Marine Le Pen, em França, e ganhar cerca de 20 lugares.

Mas ainda falta mês e meio para o dia das eleições e em tempos tão voláteis, tudo pode ainda mudar.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.