A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Eleições Europeias: PPE e S+D devem perder 93 lugares

Eleições Europeias: PPE e S+D devem perder 93 lugares
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas, uma cidade que despertou hoje com um vislumbre do futuro que se avizinha para as eleições europeias de maio.

O Partido Popular Europeu e os Socialistas e Democratas têm vindo a subir, mas a perspetiva não é muito animadora. O PPE deverá perder 37 lugares, e o SD 56.

Melhores são as notícias para os Liberais, com o movimento En Marche, de Emmanuel Macron, a juntar-se ao grupo parlamentar. Deverão assim aumentar em 39 lugares o número de assentos no Parlamento.

Apesar das previsões de um grande aumento populista, o declínio do movimento Cinco Estrelas, em Itália e do AFD na Alemanha deverá cortar 13 assentos à Europa da Liberdade e da Democracia Direta, o grupo dos eurocéticos no Parlamento Europeu.

Nem tudo são más notícias para aqueles que tencionam agitar Bruxelas. A Europa das Nações e das Liberdades vai beneficiar da ascensão da União Nacional, de Marine Le Pen, em França, e ganhar cerca de 20 lugares.

Mas ainda falta mês e meio para o dia das eleições e em tempos tão voláteis, tudo pode ainda mudar.