A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

China e Rússia juntam-se na protecção de pandas gigantes

China e Rússia juntam-se na protecção de pandas gigantes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Centro de Pesquisa e Conservação do Panda Gigante da China e o Zoológico da Rússia assinaram um acordo de 15 anos para promover a cooperação internacional na proteção de pandas gigantes.

O objectivo do acordo é melhorar a conservação de espécies ameaçadas bem como a diversidade biológica dos dois países.

Ru Yi, o panda macho nascido em 2016, e Ding Ding, o panda fêmea nascido em 2017, deixam o centro de pesquisa e conservação do panda gigante na China esta segunda-feira, para uma pesquisa colaborativa em Moscovo

Os dois pandas tiveram um período de quarentena de 30 dias exigidos pela alfândega da cidade de Chengdu, capital de Sichuan, antes de partirem.

O zoológico de Moscou enviou veterinários e guardas para a China dias antes para aprenderem sobre a reprodução e cuidados médicos de pandas gigantes.