Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Outdoor da extrema-direita alemã para as europeias gera polémica

Outdoor da extrema-direita alemã para as europeias gera polémica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi vandalizado um polémico outdooor do partido alemão de extrema -direita AfD para as eleições europeias. A propaganda eleitoral exibe o quadro "O Mercado de Escravos" pintado por Jean-Léon Gérôme, no século XIX, em que se vê homens árabes com turbantes a examinarem uma escrava nua, posta à venda. O slogan do outdoor da Alternativa para a Alemanha é "os Europeus escolhem a AfD" para que a "Europa não se torne uma 'Eurábia'".

O museu que detém o quadro já se insurgiu, mas a AfD considera que está a ser perseguida. "Não posso dizer como é que eles teriam agido se fosse uma ação política mais em linha com o convencional. Eles só fazem isso connosco e é por essa razão que não podemos ceder. Não há direitos de autor que possam invocar aqui, e devem estar gratos por estarmos a tornar ainda mais conhecida esta pintura, que é muito bonita", diz Ronald Gläser, da AfD.

A política alemã Renate Künast do partido Os Verdes considera que o quadro foi escolhido para criar ressentimentos xenófobos nos eleitores. "A estratégia mediática da AfD é sempre provocar, de forma a captar a atenção. É também a estratégia da extrema-direita e do Nacional Socialismo , assim como do NPD e que o terrorismo de extrema-direita sempre utilizou: nomeadamente para provocar medo e falar desta substituição étnica, desta ideia de que de alguma forma seríamos invadidos ou algo do género. Este é o mecanismo absoluto. incitar o medo", afirma Künast.

Prevê-se que nas eleições europeias do final de maio possa haver o reforço da extrema-direita. O partido AfD e a Liga italiana planeiam formar um grupo no próximo Parlamento Europeu.