Última hora
This content is not available in your region

Mais de 100 detidos em manifestações na Rússia

euronews_icons_loading
Mais de 100 detidos em manifestações na Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 120 pessoas foram detidas na Rússia durante as manifestações do 1° de maio.

Segundo o grupo ativista OVD-Info, a maioria das detenções ocorreu em São Petersburgo, a segunda maior cidade do país. Aqui, pelo menos 68 pessoas foram detidas durante uma marcha de protesto contra o presidente Vladimir Putin.

A organização não-governamental adiantou que mais de duas mil pessoas, incluindo apoiantes do líder da oposição Alexei Navalny, participaram na marcha.

Alguns exibiam cartazes contra o Kremlin onde se lia "Putin não é eterno", referindo-se a Vladimir Putin que, há quase vinte anos, está no poder como presidente ou como primeiro-ministro. Espera-se que se mantenha na presidência do país até 2024.

As manifestações de protesto ocorrem numa altura me que a popularidade do presidente russo caiu dos 90% para os 60%.

A População está descontente devido à controversa reforma do sistema de pensões e à redução do poder de compra no país, devido às sanções ocidentais contra a Rússia após a anexação da península da Crimeia, em 2014.