Última hora

Última hora

Economia da Zona Euro abranda

Economia da Zona Euro abranda
Tamanho do texto Aa Aa

A Europa volta a derrapar em matéria de crescimento económico.

A Comissão europeia baixou mais 0,1 pontos percentuais na previsão do crescimento para 2019 e 2020. É a segunda revisão em baixa deste ano. A previsão de crescimentop é agora de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano e 1,5% no próximo.

Conclusões do relatório da primavera, apresentado esta terça-feira em Bruxelas.

O Comissário Europeu da Economia justifica o acerto de contas com a conjuntura internacional.

"A fragilidade que sentimos durante o primeiro e o segundo semestre do ano passado surpreendeu toda a gente. Uma surpresa desagradável. Pode ter sido o resultado de dois factores: Em primeiro lugar, um claro abrandamento do comércial internacional e da produção industrial e alguns problemas internos que temporariamente afectaram alguns estados-membros," afirmou Pierre Moscovici em conferência de imprensa.

Problemas internos que, no caso de Itália, se agravaram. As políticas do executivo da coligação populista conduzem a um crescimento estimado quase nulo (0,1%) e a um défice recorde de 133,7%.

A afundar a economia da zona euro está também o abrandamento da economia alemã e a incerteza do Brexit. Portugal mantém a previsão de crescimento do PIB em 1,7%.