A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O interesse nacional é defendido via Europa, diz Paulo Rangel (PSD)

O interesse nacional é defendido via Europa, diz Paulo Rangel (PSD)
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Portugal vai eleger 21 eurodeputados, a 26 de maio, para novo mandato no Parlamento Europeu, até 2024. Desde 1986 que muita da legislação aprovada nas instituições europeias tem um grande impacto na vida dos portugueses, mas esta é das eleições onde há maior abstenção.

Há cinco anos, o PSD apresentou-se em coligação com o CDS, tendo elegido seis eurodeputados. Agora vai a votos sozinho e aspira ultrapassar os socialistas que venceram em 2014, obtendo oito assentos.

A correspondente da euronews para Assuntos Europeus, Isabel Marques da Silva, falou com o eurodeputado e cabeça-de-lista do PSD Paulo Rangel (VEJA VÍDEO) para a quinta de uma série de entrevistas sobre os desafios que Portugal vai ajudar a enfrentar no esforço de reforma do projeto europeu, indo ao encontro das preocupações dos cidadãos.

Mais oportunidades de emprego para os jovens e investimento na investigação sobre o cancro são algumas propostas no manifesto do partido. Há uma década com assento no Parlamento Europeu, Paulo Rangel é um dos vice-presidentes do Partido Popular Europeu.

As prioridades políticas, a utilização de fundos comunitários, a gestão da migração e das alterações climáticas, o desafio da digitalização da economia e o impacto do Brexit são os temas em destaque na série de entrevistas.