Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O interesse nacional é defendido via Europa, diz Paulo Rangel (PSD)

O interesse nacional é defendido via Europa, diz Paulo Rangel (PSD)
Tamanho do texto Aa Aa

Portugal vai eleger 21 eurodeputados, a 26 de maio, para novo mandato no Parlamento Europeu, até 2024. Desde 1986 que muita da legislação aprovada nas instituições europeias tem um grande impacto na vida dos portugueses, mas esta é das eleições onde há maior abstenção.

Há cinco anos, o PSD apresentou-se em coligação com o CDS, tendo elegido seis eurodeputados. Agora vai a votos sozinho e aspira ultrapassar os socialistas que venceram em 2014, obtendo oito assentos.

A correspondente da euronews para Assuntos Europeus, Isabel Marques da Silva, falou com o eurodeputado e cabeça-de-lista do PSD Paulo Rangel (VEJA VÍDEO) para a quinta de uma série de entrevistas sobre os desafios que Portugal vai ajudar a enfrentar no esforço de reforma do projeto europeu, indo ao encontro das preocupações dos cidadãos.

Mais oportunidades de emprego para os jovens e investimento na investigação sobre o cancro são algumas propostas no manifesto do partido. Há uma década com assento no Parlamento Europeu, Paulo Rangel é um dos vice-presidentes do Partido Popular Europeu.

As prioridades políticas, a utilização de fundos comunitários, a gestão da migração e das alterações climáticas, o desafio da digitalização da economia e o impacto do Brexit são os temas em destaque na série de entrevistas.