Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Narendra Modi reeleito primeiro-ministro da Índia

Narendra Modi reeleito primeiro-ministro da Índia
Direitos de autor
REUTERS/Adnan Abidi
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, assumiu já o triunfo nas eleições legislativas, depois de os resultados provisórios darem a liderança ao seu partido na maioria das circunscrições.

De acordo com os números provisórios já conhecidos, o Partido do Povo da Índia (BJP) ganhou em 303 circunscrições e conquistou a maioria dos 542 assentos na câmara baixa do parlamento.

View this post on Instagram

Humbled by the affection. Thank you!

A post shared by Narendra Modi (@narendramodi) on

No discurso de consagração, Modi considerou que esta foi uma vitória da democracia: "Nenhum indivíduo ou partido estava lutando nas eleições, mas sim o povo da Índia que estava lutando. Hoje o povo da Índia deu-me razão, e hoje se alguém ganhou foi a Índia. Se alguém ganhou, foi a democracia".

Os nacionalistas hindus superaram assim a votação do Partido do Congresso. O líder da principal força da oposição, Rahul Gandhi, já assumiu a derrota e garantiu que vai respeitar o voto nas urnas.

"Tinha dito durante a campanha que as pessoas são os verdadeiros líderes: mandaram e decidiram a favor do BJP [partido vencedor]. Felicito Modi e o BJP. As pessoas da Índia decidiram que Modi será o primeiro-ministro", declarou Rahul Gandhi.

Já esta quinta-feira, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, recorreu à rede social Twitter para felicitar o seu homólogo indiano e para expressar a confiança no reforço das relações bilaterais.

“Os meus sentidos parabéns ao primeiro-ministro Narendra Modi pela grande vitória eleitoral. Juntos, asseguraremos que as relações entre Portugal e a Índia vão chegar a um novo nível de amizade e cooperação nos próximos anos”, lê-se na página oficial do governante português.

Entretanto, Narendra Modi também já respondeu ao chefe do Executivo português e sublinhou o "compromisso firme" de trabalhar com António Costa para uma maior cooperação entre os dois países no futuro.

Várias pesquisas de opinião divulgadas no último domingo já davam ao BJP e seus aliados mais de 280 assentos, o que representa mais de metade do total, o suficiente para formar um Governo maioritário.

As eleições legislativas na Índia tiveram uma participação acima dos 65%, ou seja, mais de 600 milhões (dos cerca de 900 milhões com direito de voto) terão votado ao longo das seis semanas que durou o sufrágio.

As eleições tiveram início em 11 de abril e foram vistas como um referendo a Narendra Modi.