A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mundial de Futebol Feminino prestes a arrancar

Mundial de Futebol Feminino prestes a arrancar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É esta sexta-feira que as francesas e as sul-coreanas dão o pontapé de saída no Campeonato do Mundo de Futebol feminino, no Parque dos Príncipes, em Paris. Todas as equipas sonham com o troféu, mas as americanas, vencedoras em 2015, mantém o favoritismo.

"Acho que o nível da competição desde há quatro anos cresceu exponencialmente. As diferentes seleções agora estão mais fortes e vai ser um Campeonato do Mundo muito aberto. Estamos muito animados e prontos para o ataque", diz a selecionadora norte-americana, Jill Ellis.

Na verdade, muito mudou nos últimos anos. O futebol feminino está cada vez mais atrativo. A atacante, Alex Morgan, é uma das estrelas da equipa americana e conta com 10 mil seguidores nas redes sociais.

"Este campeonato do mundo vai ser muito bom. Penso que a França vai realizar um torneio incrível e estou ansiosa para que a FIFA também aposte e realmente veja esta competição com um caminho para o futuro do futebol feminino".

Este fervor, que começou nos Estados Unidos, atravessou o Atlântico e espalha-se pela Europa. As melhores jogadoras americanas já não hesitam em vir jogar nos grandes clubes europeus. Wendie renard, defensora da equipa de França, afirma: "Quando se tem um nome já bem estabelecido no futebol masculino e se tem uma secção feminina a nascer; isto é, obviamente, um trunfo adicional para este Campeonato do Mundo e para o desenvolvimento do futebol jogado pelas mulheres. »

O interesse do público é cada vez maior. 2019 é o ano de todos os recordes: 60 mil espetadores assistiram a um jogo feminino entre o Atlético de Madrid e o Barcelona e 40 mil marcaram presença num jogo do campeonato italiano. Uma benção para a FIFA que se prepara para um sucesso sem precedentes nesta 8° edição do Mundial de Futebol feminino.

"Giani Infantino anuncia mais de mil milhões de espectadores. Se fizermos uma lista de eventos desportivos que ultrapassam mil milhões de espectadores, há 7 no mundo. Este Mundial faria parte deste círculo fechado de 7 grandes eventos mundiais. Sim, há grandes espetativas. A FIFA anuncia que há 20 milhões de mulheres a jogarem futebol no mundo. A meta é crescer para 60 milhões em 5 anos. É enorme!, afirma o presidente do Comité "França 2019", Erwan Le Prevost.

O repórter da Euronews, Cyrill Collot, tem acompanhado os preparativos na cidade de Lyon, que vai receber a fase final da prova: "É aqui, atrás de mim, que a final deste Campeonato do Mundo de Futebol Feminino de 2019 será disputada no dia 7 de julho. Os 58 mil bilhetes já foram vendidos, prova do extraordinário entusiasmo que esta competição está a gerar em França. Agora cabe às 24 seleções garantir o espetáculo, até à final".