Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bruxelas pronta a multar Itália por défice excessivo

Bruxelas pronta a multar Itália por défice excessivo
Tamanho do texto Aa Aa

Reunidos no Luxemburgo, os ministros das Finanças da Zona Euro dizem-se prontos a multar o governo italiano por défice excessivo, mas garantem que ainda é possível evitar o pior cenário.

O Eurogrupo apela à coligação populista de direita para que faça uma revisão do orçamento. Bruxelas considera que a despesa prevista pelo governo italiano vai fazer disparar a dívida. A divergência sobre o orçamento não nova, mas, para a União Europeia, ainda pode ser corrigida.

"Estamos prontos para o caso de ser necessário avançar para um procedimento por défice excessivo e estamos dentro do prazo," assegura Pierre Moscovici, o Comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, acrescentando que na reunião desta quinta-feira foi dado "mais um passo que confirma que o apoio dos ministros" à decisão da Comissão. Para Bruxelas, o cenário "ainda é evitável e todos querem evitá-lo."

O Eurogrupo teme que uma derrapagem nas contas italianas afunde toda a economia da Zona Euro. Moscovici violtou a dizer que está disponível a analisar novos números.

Nas contas de Bruxelas, a dívida italiana arrisca alcançar um novo recorde: 133,7% da riqueza produzida em 2019 e 135,7% em 2020. Um valor muito além dos 60% fixados pelas regras europeias.

O ministro italiano das Finanças defendeu-se dizendo que Roma quer negociar a meta do défice. Giovanni Tria insiste que o país não precisa de medidas corretivas.