A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Polícia de Hong Kong abre investigação contra manifestantes

Polícia de Hong Kong abre investigação contra manifestantes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Hong Kong abriram uma investigação contra os manifestantes que bloquearam a sede da polícia na manifestação de sexta-feira. De acordo com o comunicado das forças policiais, a ação dos manifestantes foi "ilegal e irracional" e impediu o processamento de cerca de sessenta chamadas de emergência.

O protesto desta sexta-feira acabou por terminar de forma pacífica mas o caso está longe de estar encerrado. Os milhares de manifestantes continuam a exigir a retirada definitiva da polémica lei da extradição, que deu origem aos protestos no território e que na prática poderá levar a justiça local a extraditar dissidentes políticos para a China.

Pedem ainda a libertação dos detidos na violenta manifestação de 12 de junho e a demissão imediata da chefe do Governo, Carrie Lam.