A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Vaga de calor na Europa continua a bater recordes

Vaga de calor na Europa continua a bater recordes
Direitos de autor
REUTERS/Jean-Paul Pelissier
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de calor que assola grande parte da Europa continua a bater recordes e já fez pelo menos seis vítimas mortais, em Espanha, na Itália e em França.

O território espanhol enfrentou este sábado o quarto dia consecutivo com os termómetros acima dos 40 graus Celsius, em grande parte do país.

Em Barcelona, um turista sueco diz que no seu país "só estão 20 graus. Aqui é um bocadinho diferente. Mas pelo menos", acrescenta, tem "um quarto de hotel com ar condicionado".

A Organização Meteorológica Mundial disse esta semana que 2019 está em vias de se tornar num dos anos mais quentes de sempre e que a vaga de calor na Europa é "absolutamente consistente" com os extremos associados ao impacto das emissões de gases de efeito estufa.

O Reino Unido registou este sábado o dia mais quente do ano, com as temperaturas a rondarem os 35 graus em vários pontos do país.

Em Itália, o nível de alerta face às elevadas temperaturas subiu para 3 em Roma e noutras cinco cidades, indicando riscos potenciais para a totalidade da população e não apenas idosos, pessoas doentes ou menores.

Portugal continua, entretanto, a escapar à vaga de calor.