EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Apreendido navio suspeito de transportar petróleo para a Síria

Apreendido navio suspeito de transportar petróleo para a Síria
Direitos de autor  REUTERS/Stringer
Direitos de autor  REUTERS/Stringer
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um navio suspeito de transportar petróleo para a Síria foi apreendido ao largo de Gibraltar pelas autoridades do enclave, com a ajuda da Marinha britânica. Gibraltar não referiu a origem do petróleo, mas segundo a publicação especializada Lloyd's List, o petroleiro, com bandeira do Panamá, transpor

PUBLICIDADE

Um navio suspeito de transportar petróleo para a Síria foi apreendido ao largo de Gibraltar pelas autoridades do enclave, com a ajuda da Marinha britânica.

Gibraltar não referiu a origem do petróleo, mas segundo a publicação especializada Lloyd's List, o petroleiro, com bandeira do Panamá, transportava petróleo iraniano.

"Esta intervenção resultou de informações que deram ao Governo de Gibraltar motivos razoáveis para acreditar que o navio 'Grace 1' estava a violar as sanções da União Europeia contra a Síria. Na verdade, temos razões para acreditar que o 'Grace 1' transportava um carregamento de petróleo bruto para a refinaria de Banyas, na Síria", afirmou o ministro principal de Gibraltar, Fabian Picardo.

Esta operação não agradou a Espanha que não reconhece as águas à volta de Gibraltar como britânicas.

"Patrulhas da Guardia Civil estiveram a garantir a segurança da zona, mas estamos a estudar as circunstâncias em que isso aconteceu. Foi um pedido dos Estados Unidos ao Reino Unido e estamos a ver de que maneira isso afeta a nossa soberania, porque aconteceu no que consideramos águas espanholas", disse o ministro espanhol dos Negócios Estrangeiros, Josep Borrell.

O facto de a carga do navio ser provavelmente iraniana e de a apreensão ter sido ordenada pelos Estados Unidos aponta para um novo esforço de Washington no sentido de travar as vendas globais de petróleo bruto do Irão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo iraniano não descarta Síria como destino do petróleo

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Chanceler austríaco saúda Sunak pelo plano de deportação para o Ruanda