Última hora

Donald Tusk promete ajudar a Geórgia a integrar a UE

Donald Tusk promete ajudar a Geórgia a integrar a UE
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Tusk prometeu ajudar a Geórgia a integrar a comunidade europeia. O presidente do Conselho Europeu discursou na Conferência Internacional de Batumi, dedicada ao 10º aniversário da Parceria Oriental da União Europeia.

A Conferência tem como objetivo avaliar a Parceria e os principais resultados. Tusk pegou nas palavras de Putin que afirmou em 2005 que o colapso da URSS União Soviética foi a maior catástrofe geopolítica: "Hoje, na Geórgia, quero dizer alto e em bom som: o colapso da União Soviética foi uma bênção para georgianos, polacos e ucranianos, assim como para toda a Europa central e oriental - e estou convencido que para os russos também."

Tusk também criticou a recente decisão da Rússia relativa à suspensão de voos para a Geórgia e o pedido de Moscovo para que todos os cidadãos russos abandonassem o país. A vice-presidente do Bundestag alemão, Claudia Roth juntou-se às vozes críticas. "Não devemos esquecer quem foi o conquistador e quem é que ocupou - foi a Rússia de Putin e, portanto, não diria que a Rússia é um inimigo, mas a política feita pelo Sr. Putin não é uma política amigável. A repressão e o cancelamento de todos os voos da Rússia para a Geórgia tem consequências económicas terríveis. Esta não é a melhor forma de lidar com o vizinho."

Segundo os georgianos os recentes protestos anti-rússia visam políticos russos e não o povo russo que é bem-vindo à Geórgia. O país espera que os turistas russos possam regressar assim que o tráfego aéreo seja restabelecido - segundo o Kremlin é algo que pode acontecer em breve.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.