A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Eurodeputados reagem a discurso de van der Leyen

Eurodeputados reagem a discurso de van der Leyen
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No seu conjunto os eurodeputados referem a boa prestação de Ursula von der Leyen no parlamento europeu.

Mas após o discurso, os sociais democratas querem analisar o conteúdo antes de se pronunciarem.

"Inicialmente estávamos céticos pois tratava-se de alguém que praticamente não conhecíamos. Não fazia parte do processo de cabeça de lista defendido pelo Parlamento. O que vimos hoje foi diferente do que vimos há uma semana e agora vamos analisar e examinar a candidata", afirma a eurodeputada Miriam Dalli dos Socialistas & Democratas.

As propostas da candidata a favor do ambiente não convenceram os Verdes. Os ecologistas dizem que as propostas apresentadas são demasiado vagas.

"O discurso de hoje foi bom mas o que falta são propostas concretas em todas as áreas que são importantes para nós. Ela diz que é importante proteger o meio-ambiente e nós concordamos. Mas ela não avançou com propostas concretas relativamente às políticas que defende, não houve nada de concreto", adianta Ska Keller, dos Verdes.

Previsivelmente, os representantes britânicos apoiantes do Brexit recusam-se a votar na candidata.

"Ela é a segunda figura política menos popular na Alemanha, de momento. Ainda por cima, ela fez uns negócios pouco claros na última posição que ocupou na Alemanha e não acho que esteja à altura do lugar, muitos referem precisamente isso no parlamento europeu. Memso assim, aqui está ela perante nós todos à epsera de ser vetada porque não há mais ninguém para votar a favor ou contra", diz Lucy Elizabeth Harris, eurodeputada do Partido do Brexit.

Perante este cenário, Ursula von der Leyen tem apenas uma certeza, que poderá contar com o apoio da sua família política, o Partido Popular Europeu.