A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ursula von der Leyen quer uma Europa Unida e forte

Ursula von der Leyen quer uma Europa Unida e forte
Direitos de autor
REUTERS/Vincent Kessler
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A alemã Ursula von der Leyen é a nova presidente da comissão europeia.

No final, Ursula von der Leyen obteve 383 votos a favor, nove acima do mínimo de 374 votos necessários para a maioria absoluta.

Trata-se da primeira vez que o cargo máximo da União Europeia fica nas mãos de uma mulher.

A nova presidente assumirá o cargo em Novembro, altura em que termina o mandato de Jean-Claude Juncker.

"A confiança que depositaram em mim é a confiança que depositam na Europa. Confiança numa Europa unida e forte, de leste a Oeste, do norte ao sul. A confiança numa Europa que está preparada para lutar em prol do futuro. É uma grande responsabilidade e o meu trabalho começa agora", afirmou Ursula von der Leyen no discurso que se seguiu à divculgação do resultado.

No entanto, Ursula von der Leyen foi eleita por uma pequena margem. No final, obteve 383 votos, ou seja nove acima dos 374 necessários para uma maioria absoluta.

A nova presidente da Comissão Europeia conta com o apoio de três famílias políticas, a saber, os democratas-cristãos, os sociais-democratas e os liberais.

No entanto, o resultado obtido sugere que existem divisões no seio de cada grupo.

Ultrapassar estas divisões ao escolher os nomes que farão parte da sua comissão será o seu primeiro desafio.