Última hora

Há menos mortes relacionadas com VIH/sida

Há menos mortes relacionadas com VIH/sida
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em 2018 diminuiu o número de pessoas que morreram com doenças relacionadas com Sida.

Segundo o relatório da agência das Nações Unidas dedicada à luta contra a epidemia, divulgado esta terça-feira, em todo o mundo registaram-se 770 mil mortes. O número significa uma uma queda de um terço desde 2010.

Christine Kafando, presidente da associação Espoir pour Demain (AED), lembra que os jovens são o grupo que requer mais atenção e trabalho.

"Percebemos que, atualmente, as pessoas mais afetadas são jovens entre os 14 e os 24 anos. E isso é inadmissível depois de anos de mobilização e apoio. Como foi possível negligenciar uma geração tão importante?"

Apesar dos bons resultados a nível global, o relatório da ONU alerta para disparidades regionais. Para o aumento das infeções na Europa de Leste e na Ásia Central e para o aumento de mortes no Médio Oriente e no Norte da África.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.