A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Chatgate" leva à demissão do governador de Porto Rico

"Chatgate" leva à demissão do governador de Porto Rico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Após sete dias consecutivos de protestos, o governador de Porto Rico anunciou que vai renunciar ao cargo.

O anúncio provocou uma onda de euforia nas ruas e entre a multidão que protestava diante da Fortaleza, a casa do governo em San Juan.

Ricardo Rosseló deixou a indicação da data e da hora em que cessa funções: 2 de agosto, às 17 horas e apontou o nome da sucessora temporária, a secretária da Justiça, Wanda Vázquez.

O chamado "chatgate", a fuga de uma conversa na plataforma Telegram onde ele e outros 11 indivíduos tecem comentários ofensivos contra jornalistas, homossexuais e mulheres, foi a gota de água para os portoriquenhos.

O governo de Rosseló está sob suspeitas de corrupção e desvio de milhões de dólares dos fundos de reparação na sequência do furacão Maria, um dos mais mortíferos no Caribe.