Última hora
euronews_icons_loading
Repressão de "manif" em Moscovo

A polícia russa deteve mais de 400 pessoas que participavam num protesto não autorizado em Moscovo.

A manifestação foi promovida por forças da oposição, numa altura em que a popularidade do Presidente Vladimir Putin está em queda, e serviu para denunciar a alegada exclusão injusta de candidatos com ideias contrárias ao Governo das eleições locais de 08 de setembro, em Moscovo.

Os candidatos haviam sido excluídos sob justificação de não terem reunido um suficiente número de assinaturas genuínas de apoio, o que é contrariado pela oposição.

Ainda antes da manifestação, as autoridades já haviam detido alguns dos líderes proeminentes do grupo de organizadores do protesto.