A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Revolta e indignação na Roménia por assassinato de jovem

Revolta e indignação na Roménia por assassinato de jovem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Roménia está emocionada e extremamente indignada com o assassinato de uma adolescente de 15 anos que, aparentemente, poderia ter sido evitado se não tivesse havido negligência policial.

Face à indignação geral pelo crime hediondo, a primeira-ministra, Viorica Dancila, admite endurecer as penas para certos tipos de crimes.

"Estou a analisar a possibilidade de convocar um referendo para perguntar aos romenos se devemos endurecer drasticamente as penas para assassinato, violação e pedofilia", afirmou.

Durante a noite de sexta-feira centenas de pessoas manifestaram-se frente à casa do suspeito. Um homem de 65 anos, solitário, que terá dado boleia à jovem e a terá conduzido para sua casa, onde presumivelmente a violou e a matou.

Para além do crime, a revolta dos romenos surgiu imediatamente a seguir às notícias de que a jovem terá contactado as autoridades através do 112, três vezes na quinta-feira de manhã, com discrição precisa do local onde se encontrava. A polícia só identificou o local 19 horas depois e, como era de noite, decidiu aguardar pelo dia seguinte.

Na casa do suspeito foram encontrados restos mortais queimados, assim como peças de bijuteria.

O homem nega conhecer a jovem. As autoridades pensam agora que pode estar também ligado ao desaparecimento de uma outra jovem de 18 anos, há três meses, na mesma região do sul da Roménia.

O caso já levou à demissão do chefe da polícia nacional, do chefe da polícia local e do perfeito da região. Os manifestantes têm utilizado frente aos polícias cartazes onde se lê: "O teu descuido, mata!"