Tribunal Europeu obriga Bélgica a reavaliar reatores nucleares

Tribunal Europeu obriga Bélgica a reavaliar reatores nucleares
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O coletivo de juízes censura a decisão de prolongar a vida a dois reatores nucleares na central de Doel sem avaliação de impacto ambiental

PUBLICIDADE

O Tribunal de Justiça Europeu quer que a Bélgica avalie o impacto ambiental de dois reatores nucleares. Os dois dispositivos pertencem à Central Nuclear de Doel, nos arredores de Antuérpia, e têm perto de 50 anos.

Num acordão publicado esta segunda-feira, os juízes europeus condenam o facto da lei belga ter sido alterada para permitir a vida útil dos reatores nucleares, contra as normas da União Europeia e sem uma avaliação das consequências para o ambiente.

A decisão foi recebida com desalento pelas associações ecologistas belgas que lutam pelo desmantelamento das centrais nucleares. No ano passado, mais de meio milhão de pessoas assinou uma petição para o encerramento das centrais nucleares na Bélgica.

O país é um dos mais dependentes da energia nuclear, responsável pela produção de cerca de metade da eletricidade consumida na Bélgica.

A Justiça Europeia considera que, provada a necessidade e desde que sejam acautelados os impactos, as centrais podem continuar a funcionar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Parem o genocídio": manifestações por toda a Europa contra a guerra em Gaza

Croácia: confronto entre presidente e primeiro-ministro marca campanha para as legislativas

Um morto e doze feridos em ataque russo a Poltava na Ucrânia