A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

S.O.S. Mediterrâneo regressa ao Mar

S.O.S. Mediterrâneo regressa ao Mar
Direitos de autor
Euronews
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Tem o nome dos guerreiros nórdicos e já está no Mediterrâneo pronto para resgatar migrantes em dificuldades. O Ocean Viking saiu do Porto de Marselha, no sul da França, a caminho da costa da Líbia.

Uma operação conjunta da organização S.O.S. Mediterrâneo, que pôs a embarcação Aquarius nas primeiras páginas dos jornais, e dos Médicos Sem Fronteiras.

Sob bandeira norueguesa estão a bordo 31 tripulantes. Entre eles, médicos e enfermeiros.

Alessandro Porro faz parte da tripulação.Lamenta que se vire a cara a uma tragédia. "Na última semana, 150 pessoas morreram no mar. É como se fosse um avião a afundar-se na água, mas parece que as pessoas aceitam que isto seja normal. Isto não é normal," desabafa.

O Ocean Viking enfrenta um mar de dificuldades operacionais. Os portos de Itália estão encerrados para embarcações com migrantes. O ministro italiano do Interior assinou duas novas ordens a proibir embarcações humanitárias de navegarem em águas italianas.

As organizações tiveram desta vez cuidados redobrados com as questões legais, para que nada pudesse por em causa o trabalho de resgate.

Frédéric Penard, diretor de Operações da S.O.S. Mediterrâneo, explica que a preocupação foi "respeitar o Direito Marítimo e nada mais. Em teoria, não há razão para preocupações"

O Ocean Viking tem capacidade para 200 a 300 pessoas; mais do que o antecessor Aquarius que chegou a transportar mil refugiados resgatados ao mar.