A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bulgária culpa turistas romenos pela propagação da gripe suína

Bulgária culpa turistas romenos pela propagação da gripe suína
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A gripe suína volta a assustar o leste da Europa. A Bulgária declarou estado de emergência nalgumas áreas. Com cerca de duas dezenas de infeções confirmadas, foi estabelecido um perímetro de segurança à volta das explorações afetadas. 200 quilómetros onde não se pode caçar ou colher plantas silvestres, cogumelos ou trufas.

O país não é um caso isolado. A Eslováquia tem dois casos confirmados. A Roménia atingiu um número recorde de 200 novas infeções só em julho.

O primeiro-ministro búlgaro aponta o dedo aos turistas romenos como responsáveis pela entrada da doença no país.

Numa declaração que causou agitação nos meios diplomáticos, Boyko Borissov, disse ter a "certeza que os turistas romenos trouxeram esta praga. Eles comem à beira da estrada e deitam os restos para o chão. A seguir, os pássaros e os javalis comem esses restos. Vamos lá e limpamos tudo. 57 mil carros passam diariamente na autoestrada de Thrakiya. Não há nada que possamos fazer. As pessoas ficam ricas e viajam."

Cerca de 130 mil porcos foram já abatidos na Bulgária para tentar conter a doença.

De acordo com especialistas, os javalis que mergulham no Danúbio nas viagens entre a Roménia e a Bulgária, são os principais responsáveis pela propagação do vírus.

A gripe suína é fatal para os porcos mas, de acordo com a informação científica, não constitui ameaça para o ser humano.