Tempestade "Dorian" deixa Porto Rico em estado de emergência

Tempestade "Dorian" deixa Porto Rico em estado de emergência
Direitos de autor 
De  João Paulo Godinho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente americano, Donald Trump, já autorizou a declaração, mas 'queixa-se' de novo fenómeno meteorológico extremo, após o furacão Maria, em 2017.

PUBLICIDADE

Porto Rico está em estado de emergência com a chegada iminente da tempestade tropical "Dorian", prevista para a noite de quarta-feira. Nas últimas horas, os porto-riquenhos tentaram proteger as casas de mais um fenómeno meteorológico extremo.

Na memória de todos está ainda o furacão Maria, que em 2017 devastou a ilha e fez mais de três mil mortos.

"Por causa da experiência que tivemos com o furacão Maria, estamos a tomar medidas para que não aconteça o mesmo outra vez. Na altura fomos apanhados de surpresa e os danos foram mais sérios e extremos", conta a residente de Boqueron Jenny Mar Caciano.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já aprovou a declaração de estado de emergência na região. Contudo, Trump não deixou de expressar na rede social Twitter a frustração por ver este território americano afetado por mais uma grande tempestade.

Questionando se tal "alguma vez terá um fim", o presidente americano lembrou ainda a aprovação de 92 mil milhões de dólares para Porto Rico no ano passado.

Segundo as previsões de diversos institutos meteorológicos, "Dorian" está a ganhar força e pode mesmo evoluir para a categoria de furacão.

Na segunda-feira apresentava já ventos na ordem dos 100 quilómetros por hora.

Entretanto, os porto-riquenhos apressaram-se a garantir combustível e água para os próximos dias, preparando-se para o pior cenário.

A Martinica já sentiu efeitos da passagem de Dorian, com danos materiais, mas sem vítimas mortais registadas até ao momento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Furacão Dorian sobe para categoria 4 e coloca Flórida em alerta máximo

Quedas de árvores fazem cinco mortos na Polónia

Tempestade Mónica faz pelo menos três mortos no sul de França