A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Estado da União": G7, ameaças híbridas, comunidades belgas

"Estado da União": G7, ameaças híbridas, comunidades belgas
Direitos de autor
REUTERS/Carlos Barria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira do G7, em Biarritz, (França) marcou, politicamente, o fim do verão e o presidente dos EUA foi, mais uma vez, uma espécie de artista de entretenimento. Donald Trump criticou o seu antecessor, elogiou Kim Jong Un, defendeu reintegrar Putin no grupo, foi inconsistente sobre comércio, faltou a uma reunião sobre clima e publicitou o seu clube de golfe pessoal na Flórida como local ideal para a próxima cimeira do G7, no ano que vem, nos EUA.

Este é o tema de abertura do "Estado da União", programa que passa em revista a atualidade europeia da semana.

Em destaque estão, também, a reunião dos ministros da Defesa da União Europeia sobre ameaças híbridas à segurança interna e uma curiosa experiência para perceber melhor o que divide ou une as duas comunidades linguísticas da Bélgica.

Destaques na agenda da próxima semana:

Alemanha:

Análise dos resultados das eleições regionais em dois estados da Alemanha de Leste que podem ter impacto no governo de coligação de Angela Merkel.

Reino Unido:

Nova ronda negocial dramática sobre o Brexit no parlamento, após o primeiro-ministro, Boris Johnson, ter pedido a sua suspensão até 14 de outubro.

Visita do vice-presidente dos EUA, Mike Pence, para debater o futuro relacionamento comercial bilateral.