Última hora
This content is not available in your region

Orbán apoia Salvini, um "irmão de armas"

euronews_icons_loading
Orbán apoia Salvini, um "irmão de armas"
Tamanho do texto Aa Aa

"Um camarada de combate pela preservação do património cristão europeu e contra as migrações." O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, declarou-se desta forma um admirador do ímpeto nacionalista de Matteo Salvini, independentemente de pertencerem a grupos políticos europeus diferentes.

Fê-lo através de uma carta, que enviou ao líder da Liga, recém-derrotado em Itália na frente política doméstica.

Na missiva, publicada pela agência de notícias MTI, Orbán agradece ao "irmão de armas" pelos esforços que, segundo ele, beneficiaram Itália e toda a Europa, incluindo a Hungria.

Os dois líderes encontraram-se várias vezes nos últimos meses. Definem-se com um modelo para as forças nacionalistas europeias, defendem uma linha dura contra a imigração e falam em uníssono nas críticas às instituições da União Europeia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.