EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Troca de prisioneiros entre Kiev e Moscovo

Troca de prisioneiros entre Kiev e Moscovo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cineasta Oleg Sentsov consta, ao que tudo indica, de um grupo de presos a ser libertados pela Rússia. Foi detido na Crimeia, em maio de 2014, e condenado a 20 anos de cadeia entre acusações de terrorismo. Converteu-se num símbolo da resistência ucraniana

PUBLICIDADE

Oleg Sentsov, o cineasta e ativista condenado a 20 anos de prisão na Rússia, é um dos prisioneiros que poderá regressar à Ucrânia natal, ao abrigo de um programa de troca com Moscovo.

Esta quinta-feira, o deputado ucraniano Ahtem Ciygoz tinha confirmado a transferência de Sentsov e de outros prisioneiros, entre eles Alexander Kolchenko e Vladimir Balukh, para uma prisão de Moscovo.

O procurador-geral ucraniano chegou a confirmar a operação, mas o presidente Volodymyr Zelensky disse, entretanto, que o processo ainda está em curso, com a troca por concretizar.

Os 24 marinheiros ucranianos detidos em novembro passado no estreito de Querche por alega violação da fronteira também deverão beneficiar do programa.

Eleito em abril, o chefe de Estado Volodymyr Zelensky fez da libertação de ucranianos sob custódia russa uma das prioridades da presidência.

Esta quarta-feira, o jornalista russo Kirill Vyshinsky, chefe do portal RIA Novosti Ucrânia, foi libertado por ordem da justiça ucraniana. Detido em maio de 2018 e acusado de alta traição e apoio às milícias de Donbass está obrigado a apresentações periódicas em tribunal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maior hospital pediátrico de Kiev alvo de ataque russo

Ucrânia atinge com drones depósito de munições no interior da Rússia

Pelo menos cinco mortos em ataque russo com mísseis a Dnipro