Última hora

Troca de prisioneiros entre Kiev e Moscovo

Troca de prisioneiros entre Kiev e Moscovo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Oleg Sentsov, o cineasta e ativista condenado a 20 anos de prisão na Rússia, é um dos prisioneiros que poderá regressar à Ucrânia natal, ao abrigo de um programa de troca com Moscovo.

Esta quinta-feira, o deputado ucraniano Ahtem Ciygoz tinha confirmado a transferência de Sentsov e de outros prisioneiros, entre eles Alexander Kolchenko e Vladimir Balukh, para uma prisão de Moscovo.

O procurador-geral ucraniano chegou a confirmar a operação, mas o presidente Volodymyr Zelensky disse, entretanto, que o processo ainda está em curso, com a troca por concretizar.

Os 24 marinheiros ucranianos detidos em novembro passado no estreito de Querche por alega violação da fronteira também deverão beneficiar do programa.

Eleito em abril, o chefe de Estado Volodymyr Zelensky fez da libertação de ucranianos sob custódia russa uma das prioridades da presidência.

Esta quarta-feira, o jornalista russo Kirill Vyshinsky, chefe do portal RIA Novosti Ucrânia, foi libertado por ordem da justiça ucraniana. Detido em maio de 2018 e acusado de alta traição e apoio às milícias de Donbass está obrigado a apresentações periódicas em tribunal.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.