Última hora

Música no coração de Veneza

Música no coração de Veneza
Tamanho do texto Aa Aa

Após sete décadas de um percurso excecional, com os principais prémios arrecadados, faltava a Julie Andrews ver a sua carreira distinguida por um Leão de Ouro em Veneza. Aconteceu agora. A atriz que revelou Mary Poppins ao mundo trouxe, uma vez mais, música aos corações de toda a gente.

Mas o reconhecimento, naquele que é o mais antigo festival de cinema do mundo, passa também por operações mediáticas em larga escala. Que o diga a Netflix, que aposta no The King, filme protagonizado por Timothée Chalamet, Lily-Rose Depp, Joel Edgerton e Robert Pattinson.

Timothée Chalamet, protagonista de "The King"

Depois de surpreender tudo e todos com obras atravessadas entre o documentário e a ficção, como Bella e Perduta, o realizador italiano Pietro Marcello apresenta-se desta feita com uma adaptação livre e homónima do livro de Jack London: Martin Eden.

Realizador Yonfan acompanhado da atriz Sylvia Chang

A proposta do chinês Yonfan situa-nos numa Hong Kong, território onde passou parte da juventude, nos anos 60, em pleno movimento de contestação anticolonialista. Qualquer semelhança entre Cherry Lane e a atualidade pode ser bem real.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.