A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Partido de Putin castigado em eleições regionais na Rússia

Partido de Putin castigado em eleições regionais na Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A queda da popularidade do partido Rússia Unida, do presidente Vladimir Putin, levou alguns representantes da formação a candidatarem-se como independentes nas eleições regionais. A avaliar pelos resultados preliminares do escrutínio, avançados pela agência de notícias Interfax, nem isso foi suficiente.

A formação perdeu 16 lugares, conseguindo conquistar apenas 24 dos 45 assentos da assembleia legislativa de Moscovo e cedendo a maioria confortável.

Más notícias para Vladimir Putin, se se considerar os resultados como um prenúncio do que pode acontecer em 2021 nas eleições parlamentares.

Boas notícias para Alexei Navalny, um dos mais de 50 candidatos da oposição excluídos de participar no escrutínio, o que desencadeou protestos.

O líder da oposição extraparlamentar apelou ao voto inteligente contra o Rússia Unida, recomendando a escolha do candidato que pudesse derrotar mais facilmente o representante da formação no poder. E a estratégia parece ter dado, em parte, frutos.

O Partido Comunista conseguiu 14 assentos e o partido Rússia Justa, de centro-esquerda, quatro. O partido liberal Yabloko assegurou três assentos.

No resto do país, o Rússia Unida terá, no entanto, conseguido maiorias em 11 assembleias legislativas.