A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Aleksander Čeferin revela novidades no mundo da UEFA

Aleksander Čeferin revela novidades no mundo da UEFA
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Aleksander Čeferin está determinado em deixar a marca na liderança da UEFA, Na última reunião do Comité Executivo, o esloveno mudou o formato da Liga das Nações depois de apenas uma edição, deu a conhecer o nome da terceira competição europeia de clubes, a Europa Conference League, e admitiu as dificuldades para organizar o Euro 2020, que terá jogos em 12 países diferentes:

"É um grande desafio organizar uma competição assim. Há muita legislação diferente, nuns países é preciso visto, noutros não. Temos países dentro e fora da União Europeia, temos o Brexit e não sabemos se vão estar na União Europeia ou não. É um grande desafio e penso que não deveríamos ter organizado uma competição com esta dimensão."

Revelou ainda os estádios que irão acolher as finais da Liga dos Campeões até 2023, a começar pelo Krestovsky, em São Petersburgo, que em 2021 irá receber pela primeira vez o jogo mais importante do futebol europeu. Segue-se um regresso a Munique, dez anos depois da final que opôs Bayern e Chelsea. A Allianz Arena recebe o jogo decisivo pela segunda vez na quinta vez que a final se joga em Munique.

O recorde continua na posse do Estádio de Wembley. O mítico recinto inglês voltou a merecer a preferência da UEFA para o jogo decisivo de 2023, naquela que será a sua oitava final da principal competição europeia de clubes.