Última hora
This content is not available in your region

Aleksander Čeferin revela novidades no mundo da UEFA

euronews_icons_loading
Aleksander Čeferin revela novidades no mundo da UEFA
Tamanho do texto Aa Aa

Aleksander Čeferin está determinado em deixar a marca na liderança da UEFA, Na última reunião do Comité Executivo, o esloveno mudou o formato da Liga das Nações depois de apenas uma edição, deu a conhecer o nome da terceira competição europeia de clubes, a Europa Conference League, e admitiu as dificuldades para organizar o Euro 2020, que terá jogos em 12 países diferentes:

"É um grande desafio organizar uma competição assim. Há muita legislação diferente, nuns países é preciso visto, noutros não. Temos países dentro e fora da União Europeia, temos o Brexit e não sabemos se vão estar na União Europeia ou não. É um grande desafio e penso que não deveríamos ter organizado uma competição com esta dimensão."

Revelou ainda os estádios que irão acolher as finais da Liga dos Campeões até 2023, a começar pelo Krestovsky, em São Petersburgo, que em 2021 irá receber pela primeira vez o jogo mais importante do futebol europeu. Segue-se um regresso a Munique, dez anos depois da final que opôs Bayern e Chelsea. A Allianz Arena recebe o jogo decisivo pela segunda vez na quinta vez que a final se joga em Munique.

O recorde continua na posse do Estádio de Wembley. O mítico recinto inglês voltou a merecer a preferência da UEFA para o jogo decisivo de 2023, naquela que será a sua oitava final da principal competição europeia de clubes.