EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Manifestações violentas no Iraque

Manifestações violentas no Iraque
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pelo segundo dia consecutivo, os manifestantes pediram mais emprego e o fim da corrupção

PUBLICIDADE

No Iraque, esta quarta-feira, milhares de pessoas voltaram a sair às ruas em protesto contra o governo de Adel Abdul Mahdi.

Em Bagdad, várias ruas foram cortadas com pneus queimados e em Nasiriya dois manifestantes foram mortos.

Desde o início dos protestos, pelo menos sete pessoas já morreram e centenas ficaram feridas.

As manifestações são vistas como o primeiro grande sinal de indignação contra o governo de um ano do primeiro-ministro.

Nas ruas ouvem-se frases e cânticos sobre a "queda do regime", como aconteceu durante as revoltas da Primavera Árabe de 2011. 

A polícia e o exército tentam dispersar a multidão com bombas de gás lacrimogéneo. O recolher obrigatório foi imposto em Bagdad, Nasiriya e outras duas outras cidades do sul.

As plataformas das redes sociais e o acesso à Internet foram bloqueados.

O primeiro-ministro já lamentou a violência e prometeu uma investigação "para conhecer as razões" dos protestos.

O presidente, Barham Saleh, pediu contenção e manifestações "pacíficas" e justificou a ação policial.

Segundo os dados do Banco Mundial, a taxa de desemprego jovem no Iraque é de cerca de 25%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mortes e consulado iraniano atacado no Iraque

Vítimas em confrontos violentos em Bagdade

Confrontos violentos em Bagdade fazem quatro mortos