EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Erdogan ameaça "mandar" refugiados para a Europa

Erdogan ameaça "mandar" refugiados para a Europa
Direitos de autor 
De  Teresa Bizarro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente turco recusa a classificação de "invasão" à ofensiva no Nordeste da Síria

PUBLICIDADE

Não há números oficiais, mas há confirmação no terreno de várias vítimas dos confrontos entre a Turquia e as Forças Democráticas curdas no Nordeste da Síria.

Mortos e feridos dos dois lados da fronteira, uma vez que as forças curdas estão a responder aos ataques do exército da Turquia.

Os ataques turcos concentram-se em localidades-chave. A Turquia quer por uma espécie de marco 30 quilómetros para lá da fronteira com a Síria. Nas palavras do ministro turco dos Negócios Estrangeiros, quando atingirem uma zona de segurança dessa dimensão, "o terror vai acabar".

Euronews

Seja por que prisma for, o presidente Recep Tayyip Erdogan avisa que esta zona de segurança, não pode ser considerada uma invasão.

Recado enviado para Bruxelas, com uma ameaça clara.

"Ó União Europeia! Se tentarem classificar a nossa operação como uma in vasão, a resposta será simples: iremos abrir as nossas fronteiras e mandar 3 milhões e 600 mil refugiados na vossa direção," disse Erdogan no Parlamento.

Esta quinta-feira, em Copenhaga, o secretário-geral da ONU apelou à redução da intensidade dos combates.

António Guterres manifestou-se muito preocupado com a situação no nordeste da Síria e lembrou que as operações militares têm sempre de respeitar as cartas das Nações Unidas e dos Direitos Humanos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia alvo de críticas internacionais pela intervenção na Síria

Ativistas denunciam projeto de lei do partido de Erdogan que prevê abate de cães vadios "agressivos"

Youtuber Diamond Tema deixa a Turquia após ameaças de prisão