Última hora

Condutor do camião-frigorífico acusado de homicídio involuntário

Condutor do camião-frigorífico acusado de homicídio involuntário
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O condutor de pesados responsável pela morte de 39 migrantes ilegais na semana passada no Reino Unido começou esta segunda-feira a ser julgado.

Maurice Robinson confirmou o nome e a morada através de uma ligação vídeo a partir da prisão de Chelmsford onde se encontra detido.

Robinson enfrenta acusações de homicídio involuntário, conspiração para traficar pessoas e lavagem de dinheiro.

A descoberta de 39 cadáveres no interior de um camião-frigorífico no leste de Londres revelou os horrores do tráfico humano.

A milhares de quilómetros de distância, no Vietname, onde teria começado a viagem dos migrantes, as famílias organizaram vigílias na esperança de que os seus familiares não se encontrem entre as vítimas.

"É assustador, não sabia nada sobre a forma de transporte. Se soubesse nunca o teria deixado partir. Mas aqui não há emprego e a vida é dura, foi por isso que tive de o deixar partir à procura de uma vida melhor", afirma Hoang Thi Ai, mãe de uma das vítimas já identificadas.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, deslocou-se ao local onde se encontram os corpos das vítimas. Johnson assinou o livro de condolências e comprometeu-se a levar os responsáveis à justiça.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.