Última hora

Agricultores franceses descontentes manifestam-se em Paris

Agricultores franceses descontentes manifestam-se em Paris
Tamanho do texto Aa Aa

Agricultores franceses deslocaram-se esta quarta-feira à capital francesa para protestarem e exigirem um encontro com o presidente Emmanuel Macron.

Os agricultores bloquearam vias de acesso e despejaram fardos de palha na Avenida dos Campos Elísios, no centro da capital.

Os agricultores insurgem-se contra políticas que, dizem, estão a afetar a agricultura como é caso da descontinuação do herbicida glifosato.

"Estamos fartos! A nossa agricultura está a morrer, e isso passa-se em todos os setores. Ainda no fim-de-semana passado, mais uma vez, um colega cometeu suicídio. isto não pode continuar. Todos os dias mais de dois agricultores suicidam-se em França", afirma Cyrille Milard, presidente do sindicato FDSEA para a região de Seine et Marne.

"Há anos que somos maltratados, somos insultados, por certas associações que nos acusam de não estarmos a trabalhar com devia ser, que estamos a envenenar as pessoas. Para os agricultores, isso é inaceitável. Condenamos a forma como a nossa profissão está a ser depreciada", acusa Jean-Yves Bricout, presidente do sindicato FNSA para a região de Aisne.

Entre as reclamações está a descontinuação da utilização do herbicida glifosato, assim como a crescente pressão que a classe enfrenta por parte de organizações de defesa do meio-ambiente.

Os agricultores afirmam que vão continuar a protestar até serem recebidos pelo presidente Macron.

Uma lei anterior aprovada pelo governo de Macron e cujo objetivo seria assegurar uma fatia de lucros mais justa para os agricultores não chegou para afastar os receios da classe.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.