Última hora

Onsen, o recarregar de baterias japonês

Onsen, o recarregar de baterias japonês
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Okuhida é famosa pelas fontes termais e, especialmente, pelo Onsen (banhos ao ar livre), com vistas deslumbrantes sobre os Alpes do norte do Japão. Foram criadas cidades onsen ao longo dos vales de Okuhida, cada uma com seu próprio caráter único e água termal, por serem alimentadas a partir de diferentes fontes de água.

Os onsen são parte fundamental da cultura japonesa e é em lugares como este onde os japoneses gostam de deixar para trás o ritmo agitado da vida na cidade e aproveitar ao máximo dias de relaxamento.

onsen

A ideia de bem-estar no Japão é totalmente diferente do conceito ocidental. Nos spas japoneses, não se espera que os clientes sigam dietas ou tratamentos de desintoxicação. De facto, a comida é uma grande parte da experiência. Eles comem três refeições adequadas - pequeno-almoço, almoço e jantar - e também bebem cerveja e saquê. A água do onsen é muito quente - entre 37 e 40 graus.

Yoko Nojiri é a proprietária do resort do Hotakaso Hotel. Explica a atração destes banhos termais: “O que é realmente agradável é o banho matinal, relaxar no onsen nas primeiras horas do dia em que o ar está fresco e contemplar os Alpes japoneses - é uma experiência incrível .”

Mas não é apenas benéfico para a mente, há vários anos que os cientistas japoneses documentam o impacto positivo que o onsen pode ter na saúde humana.

Alguns estudos demonstraram que a água termal, dependendo de sua composição mineral, pode ajudar as pessoas a recuperar de certas cirurgias e a controlar uma série de condições, incluindo reumatismo, neuralgia, hipertensão e doenças de pele.

Yoko Nojiri diz que as pessoas no Japão adoram entrar no onsen em todos os momentos do dia, mesmo depois do jantar para relaxar antes de dormir, e acredita que são lugares ideais para se reconectar consigo mesmo e com a natureza.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.