Última hora
This content is not available in your region

Ação climática gera angústia nos produtores agrícolas irlandeses

euronews_icons_loading
Ação climática gera angústia nos produtores agrícolas irlandeses
Tamanho do texto Aa Aa

Na quinta familiar de Matt Murtagh , no leste da Irlanda, 300 bovinos e 200 ovinos pastam em 300 hectares. Com a ajuda de algumas de suas sete irmãs, o criador de gado tenta obter produção suficiente para sobreviver, mas não está otimista.

"Este ano foi muito difícil. O preço da carne bovina caiu enormemente, o que se começou a acontecer no ano passado", disse, em entrevista à euronews.

Os produtores agrícolas irlandeses estão sob pressão para reduzir as emissões de carbono, o que deixa Matt Murtagh preocupado: "Acho que o setor da carne bovina é usado como bode expiatório pelo governo, que pensa que, se nos livrarmos das vacas, toda a gente pode continuar a conduzir grandes automóveis".

No início do ano, o governo irlandês declarou o estado de emergência em termos de clima e de biodiversidade.

"Este desafio tem sido descrito, e com razão, como o maior da Humanidade", disse Richard Burton, ministro para a Ação Climática.

Um plano de ação obre as alterações climáticas, com 150 páginas, detalha as medidas para reduzir as emissões de carbono. Nele foi pedido aos criadores de gado que mudem o tipo de fertilizantes e usem melhor os pântanos.

A Irlanda é um país obececado com o clima, pelo que há debates acalorados sobre as alterações climáticas. Alguns ouvintes da rádio Newstalk fizeram telefonemas em tom ameaçador para Cara Augustenborg, que apresenta um programa semanal.

A cientista ambiental diz que, sendo uma ilha, a Irlanda está em grande risco de inundação devido à subida do nível do mar.

"A taxa de erosão, particularmente nas zonas costeiras, é bastante surpreendente. Temos caminhos-de-ferro ao longo da costa que vão desaparecer devido às alterações climáticas, ao longo do próximo século, por isso temos muito com que nos preocupar quando se trata de alterações climáticas", disse Cara Augustenborg.

De volta ao campo, as pessoas também estão preocupadas com o clima, mas querem que a responsabilidade para travar as alterações seja partilhada entre todos os setores.

"Nós só temos um planeta e devemos cuidar dele", diz Matt Murtagh.