Última hora
This content is not available in your region

Fogos continuam a deixar rasto de destruição na Austrália

euronews_icons_loading
Fogos continuam a deixar rasto de destruição na Austrália
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Os fogos florestais não dão tréguas aos australianos. Um homem morreu ao tentar salvar a casa de um amigo, elevando para 24 o número de vítimas mortais. Centenas de propriedades ficaram destruídas em mais um dia de temperaturas recordes.

Os animais também têm sido apanhados pelas chamas, numa altura em que se estima que 480 milhões já possam ter morrido.

"Temos de escolher os nossos alvos e as nossas batalhas. Escolhemos casas que pudéssemos salvar, defender... Há que fazer escolhas e dar tudo para ganhar essas batalhas. Não ganhámos todas, mas tivemos algumas boas vitórias esta noite", realçou Troy Dawley, capitão dos Bombeiros de Novas Gales do Sul.

As autoridades têm sentido dificuldades para enfrentar os fogos que já consumiram, desde outubro, uma área quase equivalente à da Irlanda.

"O barulho era inacreditável. As chamas tinham cerca de 18 metros de altura, ultrapassavam as copas das árvores", conta Dave Bright, residente em Budong.

Três mil militares na reserva foram convocados para ajudar os bombeiros, exaustos....

A intensidade e a duração dos fogos na Austrália já fizeram o fumo atravessar dois mil quilómetros até ao país vizinho e pintar de laranja o céu de Auckland, na Nova Zelândia.