EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente da Ucrânia pede ajuda à comunidade internacional

Presidente da Ucrânia pede ajuda à comunidade internacional
Direitos de autor .
Direitos de autor .
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Volodymyr Zelenskiy pediu ajuda na investigação ao acidente com um avião ucraniano no Irão, em que morreram todos os 176 passageiros.

PUBLICIDADE

À medida que as condolências vão chegando à Ucrânia, também as possíveis causas para o acidente de avião que vitimou fatalmente 176 pessoas esta quarta-feira proliferam.

As autoridades não excluem a hipótese de o Boeing 737-800 ter sido atingido por um míssil e o presidente pede colaboração internacional na investigação.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, decretou, esta quinta-feira, luto nacional e pediu "à comunidade internacional, incluindo o Canadá, para se juntar à investigação do acidente com o Boeing 737 ucraniano".

Entre as vítimas do avião da Ukranian International Airlines estavam 63 canadianos.

Em conferência de imprensa, o primeiro-ministro Justin Trudeau afirmou estar a acompanhar a situação em diálogo aberto com vários dos seus congéneres internacionais.

Zelenskiy garantiu ainda que "serão feitas na Ucrânia revisões de segurança completas e independentes aos voos da Ukranian International Airlines e a outros voos domésticos".

Por agora, os cidadãos ucranianos estão desaconselhados a visitar o Médio Oriente. E "até todos os detalhes e causas do acidente serem conhecidos, todas as companhias ucranianas estão impedidas de voar os céus do Irão e do Iraque", disse o chefe de Estado.

A investigação

De acordo com um relatório preliminar da investigação iraniana, divulgado esta quinta-feira, a tripulação do avião ucraniano que caiu em Teerão não pediu ajuda via rádio e estava a tentar voltar ao aeroporto quando a aeronave se despenhou.

Os investigadores ucranianos chegaram esta quinta-feira ao Irão para se juntarem à investigação do acidente e, em particular, à análise das caixas negras do avião.

As duas caixas negras do Boeing foram recuperadas e estão na posse da posse da polícia iraniana, podendo vir a ajudar a esclarecer as causas da queda.

O acidente permanece envolto em dúvidas, tendo ocorrido pouco depois do lançamento de mísseis iranianos contra duas bases no Iraque da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acidente de aviação no Irão: "Era um dos nossos melhores aviões"

Boeing 737 ucraniano despenha-se no Irão

Zelenskyy pede fim das restrições à utilização de armamento norte-americano contra a Rússia