Última hora
This content is not available in your region

Elisa Ferreira apresenta Fundo para a Transição Justa

Elisa Ferreira apresenta Fundo para a Transição Justa
Direitos de autor
Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Um das formas de concretizar o Pacto Ecológico Europeu, prometido pela Comissão Europeia, para criar uma economia competitiva e que trave as alterações climáticas é o novo Fundo para a Transição Justa da União Europeia.

Serão 7,5 mil milhões de euros para alavancar mais investimento público e privado que deve chegar aos 100 mil milhões de euros.

Um dos objetivos é reconverter a indústria de produção de energia com base em combustíveis fósseis, tais como o carvão, mas também os setores da habitação e dos transportes.

"Precisávamos de um instrumento para ajudar essas regiões a fazer a transição sem grandes custos socioeconómicos", disse a comissária europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, que vai gerir este fundo que faz parte do Plano Europeu para o Investimento Sustentável.

Polónia pede décadas para a transição

Um dos países que mais necessita dessa ajuda é a Polónia, cuja economia depende em larga maioria do carvão. O governo ultraconservador tem sido crítico da pressão para reconverter rapidamente e um eurodeputado polaco de centro-direita, Jerzy Buzek, alerta que este deve ser um projeto de longo prazo.

"Precisaremos de uma ou duas décadas, porque é impossível fazê-lo em apenas alguns anos. Quase 80% da geração de eletricidade do país é feita a partir do carvão", explicou Buzek à euronews.

Do outro lado da barricada estão os eurodeputados dos Verdes que temem que estes anúncios de grandes financiamentos não conduzam, efetivamente, a mudanças significativas.

"Nós já temos dúvidas sobre este fundo porque não parece estar realmente vinculado a uma transição. O objetivo principal é ajudar as regiões com mais dificuldades nessa transição, mas se não houver um compromisso sério com esse modelo, qual é a finalidade do fundo?", questionou Ska Keller, eurodeputada alemã dos verdes.

E há a questão controversa da tecnologia nuclear. Alguns governos, tais como o francês, consideram que é uma fonte limpa em termos de emissões de gases poluentes, mas opinião contrária têm, por exemplo, os governos da Alemanha e da Áustria.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.