Última hora
This content is not available in your region

Cinema aposta no "rejuvenescimento digital"

euronews_icons_loading
Cinema aposta no "rejuvenescimento digital"
Direitos de autor  Behind-the-scenes The Irishman, Martin Scorsese (Netflix)
Tamanho do texto Aa Aa

O "rejuvenescimento digital" tem sido a nova aposta do cinema. Lançada nos anos 2000, a tecnologia foi implementada com sucesso no grande ecrã, com Brad Pitt a interpretar Benjamin Button - uma personagem que fica cada vez mais jovem à medida que o filme avança.

O cenário dos humanos digitais é muito empolgante, porque durante muito tempo foi mesmo muito difícil criar um humano digital. Um dos primeiros seres humanos digitais realistas criados foi Benjamin Button em "O Estranho Caso de Benjamin Button". Mas estamos a ver cada vez mais filmes com este tipo de tecnologia, por isso, embora ainda seja caro, vemos cada vez mais filmes como "Projeto Gemini" ou "O Irlandês", onde estamos a criar humanos digitais.
Darren Hendler
Digital Domain

Em "Projeto Gemini", Will Smith confronta um inimigo... que é nada mais nada menos que ele próprio, mas vinte anos mais jovem.

Dá-nos outra área para que os atores possam desempenhar os papéis em diferentes alturas e idades. É algo incrível para para os atores... que podem interpretar papéis diversificados que talvez nunca tenham interpretado antes.
Stu Adcock
Weta

A empresa Industrial Light and Magic, criada por George Lucas, produziu os efeitos para o filme "O Irlandês" de Martin Scorsese.

Neste projeto específico, o Marty não queria animar imagem por imagem, nem alterar nenhuma das expressões ou das performances. Portanto, não há animação. Tudo o que se vê move-se é feito através de computador que compreende e integra a performance do actor.
Pablo Helman
Industrial Light and Magic

"O Irlandês" desenrola-se ao longo de várias décadas, com Robert De Niro, de 76 anos, em diferentes idades - o que o transformou num dos filmes mais aclamados do ano.