Última hora
This content is not available in your region

Exposta pintura em pedra preciosa de Antonio Tempesta

euronews_icons_loading
Exposta pintura em pedra preciosa de Antonio Tempesta
Direitos de autor
Copyright: Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Uma obra do artista italiano Antonio Tempesta pintada numa pedra preciosa está exposta ao público, no Museu de Artes Aplicadas de Budapeste, depois de anos de restauro. Conhecido como o mestre da pintura em superfícies especiais, neste trabalho, o artista do século XVII escolheu uma lapis lazuli, uma pedra azul, para pintar a criação de Eva e a travessia do Mar Vermelho. Uma pedra com apenas um milímetro de espessura.

"Esta obra é realmente especial, mesmo entre as pinturas em pedra. Os artistas geralmente usavam diferentes pedras calcárias, mármores e alabastro para criar essas obras ", frisa o curador Miklós Gálos.

A peça tinha sido apagada do inventário do museu húngaro alguns anos depois da revolução de 1956. Estava em más condições e os restauradores na altura não tinham condições de recuperá-la, mas os funcionários do museu não a deitaram fora.

Há três anos foi descoberta, num armazém, danificada e despedaçada. Chegou a temer-se que não fosse recuperável.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.