Última hora
This content is not available in your region

Polícia reprime manifestação em Hong Kong

euronews_icons_loading
Polícia reprime manifestação em Hong Kong
Direitos de autor
AP Photo/Ng Han Guan - Ng Han Guan
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de manifestantes concentraram-se num parque público de Hong Kong, para pedir reformas eleitorais e um boicote ao Partido Comunista Chinês. Alguns manifestantes exibiram bandeiras que pediam a independência de Hong Kong. Outros carregavam bandeiras dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Segundo a agência Associated Press, as autoridades terão autorizado a concentração, mas não a marcha.

A polícia de Hong Kong usou balas de borracha e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.

As autoridades detiveram ainda, de forma violenta, alguns manifestantes.

Foi em junho que começaram os protestos em Hong Kong, por causa de um controverso projeto de lei de extradição, entretanto retirado. Mas a contestação continuou, transformando-se num movimento de defesa da democracia e de combate ao autoritarismo de Pequim.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.