EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Luanda Leaks": Portugal e Angola "cooperam a alto nível"

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal
Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo português confia na ação dos reguladores independentes no processo #LuandaLeaks e está disponível para ajudar o executivo angolano

PUBLICIDADE

Portugal e Angola mantêm um alto nível de relacionamento que permite cooperar em todas as matérias e o governo de Lisboa confia nos reguladores independentes para agirem no caso do escândalo LuandaLeaks.

Esta foi a posição que Augusto Santos Silva transmitiu à imprensa portuguesa, numa conferência de imprensa, segunda-feira, após a reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, em Bruxelas.

"À luz da lei portuguesa, as atividades bancárias são reguladas por uma autoridade chamada Banco de Portugal e as atividades relacionadas com o mercado de capitais são reguladas por uma entidade chamada Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários. Trata-se de dois reguladores independentes do governo e, portanto, o governo não tem comentários a fazer", disse o ministro.

O chefe da diplomacia portuguesa disse que segue com tranquilidade a divulgação de novos dados sobre alegados esquemas empresariais fraudulentos de Isabel dos Santos, empresária e filha do ex-presidente de Angola.

"Talvez agora se perceba melhor a insistência do ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, desde pelo menos dezembro de 2015, de manter o melhor relacionamento possível com as autoridades angolanas, de manter o relacionamento entre os dois Estados no mais alto dos patamares porque é, justamente, esse relacionamento que permite que ambos os países defendam os seus interesses e cooperem para que o relacionamento entre as respetivas economias seja bom porque é claro e transparente", acrescentou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Isabel dos Santos poderá candidatar-se à presidência

Bens de Isabel dos Santos arrestados

África, Caraíbas e Pacífico reafirmam compromissos em Luanda