Última hora
This content is not available in your region

As escolas dos novos pescadores

As escolas dos novos pescadores
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Nesta experiência imersiva de 360° viajamos a bordo do "Broodwinner", um arrastão de 29 metros de cumprimento construído em 1969 e utilizado para treinar jovens pescadores na Bélgica.

No porto de Ostende, a tradição da pesca está viva e em fase de renovação.

O navio, renovado há alguns anos graças ao apoio do Fundo Marítimo Europeu e das Pescas, tem tudo o que é necessário para proporcionar aos futuros profissionais uma primeira experiência prática.

euronews

Bart De Waegenare, professor do Maritiem Instituut Mercator, em Ostende, supervisiona um grupo de estudantes locais na sua viagem de formação.

"Eles vêm de todo o lado da Bélgica. Começam aos doze ou treze anos e ficam até os dezoito. No primeiro e o segundo anos vão para o mar de vez em quando mas no terceiro e quarto saem a cada duas semanas com o navio – de duas em duas semanas durante todo o ano letivo. Têm o horário normal de trabalho, entre as 8h00 e as 16h00. Por isso, durante oito horas por dia, estão no mar. Tentamos ensiná-los a serem um pescador - desde o início. O que é um barco de pesca, o que têm de fazer. São condições normais de trabalho numa traineira. Ensinamos a trabalhar com segurança - capacete de segurança, dispositivo de segurança para quando caem ao mar – o que nunca aconteceu, mas nunca sabe. Essa é também é uma parte importante. E ensinamos a trabalhar com os peixes - têm que limpar os peixes, por exemplo. E navegar na embarcação”. Os alunos ficam com a primeira impressão aqui. E depois, quando ficam mais velhos, têm aulas técnicas e vão para o mar em barcos de pesca profissionais. Lá vêem a vida real no local de trabalho. E penso que é nesse momento que fazem a sua escolha: se querem ou não continuar".

euronews