Última hora
This content is not available in your region

Os presentes e os ausentes no Fórum Económico de Davos

euronews_icons_loading
Os presentes e os ausentes no Fórum Económico de Davos
Direitos de autor  AP   -   Markus Schreiber
Tamanho do texto Aa Aa

Durante uma semana por ano, a pequena cidade montanhosa de Davos transforma-se num dos locais mais movimentados do mundo.

Com 11 mil habitantes, Davos recebe quase três vezes mais pessoas durante o Fórum Económico Mundial - cerca de 30 mil.

Entre os 3 mil participantes estão mais de 50 presidentes e primeiros-ministros.

Quem está e quem é que não está em Davos, este ano? Donald Trump não passou despercebido quando entrou no Centro de Congressos e causou transtorno no hotel da montanha, já que a sua comitiva provocou grandes congestionamentos no trânsito.

Mas nota-se também uma forte presença europeia. Angela Merkel, a chanceler alemã - já é uma presença habitual. A presidente da Comissão Europeia, Ursula VDL, faz a primeira aparição aqui e apresentou o seu acordo verde.

Mas os ausentes também fazem parte da história. Emmanuel Macron, o presidente de França, não apareceu. Mas teve o seu próprio Mini-Davos (como é apelidado) - pouco antes deste evento, encontrando os líderes mundiais a caminho da Suíça.

Ausente está também Boris Johnson - o primeiro-ministro britânico que tem muito em que pensar neste momento. O Reino Unido deixa oficialmente a UE na próxima semana.

Uns estão presentes outros estão ausentes, mas independentemente do que se possa dizer enquanto estava aqui, passaram por mim 6 ou 7 chefes de estado.

A presença mais de 50 chefes de estado em Davos, este ano - é um grande atrativo.
Isabelle Kumar
Euronews