Última hora
This content is not available in your region

Morte do médico que tentou alertar para o coronavírus causa indignação

euronews_icons_loading
Morte do médico que tentou alertar para o coronavírus causa indignação
Direitos de autor  Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved   -   Kin Cheung
Tamanho do texto Aa Aa

A morte do médico chinês que tentou alertar para a gravidade do coronavírus está a causar indignação. Na China, fazem-se homenagens, nas redes sociais e nas ruas, a Li Wenliang, que foi silenciado pelas autoridades depois de alertar para a gravidade do vírus.

O médico foi pressionado pela polícia para terminar com "boatos falsos". Li Wenliang acabou por morrer vítima do novo vírus.

O governo chinês já tinha admitido falhas na resposta em relação ao vírus, agora, pede cooperação.

A porta-voz do Comissão Nacional de Saúde da china admitiu que a situação de controle e prevenção continua grave e complicada.

"A situação de prevenção e controle ainda é grave e complicada, exigindo que toda a sociedade preste mais atenção ao pessoal médico, se una como um e trabalhe em conjunto para superar a dificuldade e vencer a batalha de prevenção e de controle", disse Song Shuli, porta-voz da Comissão Nacional de Saúde da China, à imprensa.

Copyright 2018 The Associated Press. All rights reservedKin Cheung

A morte do médico foi confirmada pelo hospital onde o próprio trabalhava e onde estava internado, em Wuhan, o epicentro do surto.

Li Wenliang morreu aos 34 anos. É admitido por muitos como "um herói", por ter desencadeado um debate para a liberdade de expressão na China.