Última hora
This content is not available in your region

Tempestade Ciara provoca vários feridos

euronews_icons_loading
Tempestade Ciara provoca vários feridos
Direitos de autor  Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -   Michael Probst
Tamanho do texto Aa Aa

O comandante de um avião da British Airways tentou aterrar mas as rajadas de vento provocadas pela tempestade Ciara obrigaram a abortar a manobra no aeroporto londrino de Heathrow.

A tempestade fustigou o Reino Unido e o norte da Europa com chuva intensa e ventos ao nível de furacão, afetou o tráfego aéreo, marítimo e ferroviário e levou ao encerramento de portos.

No Reino Unido, a tempestade atingiu com particular intensidade a zona costeira.

No interior, a Ciara atingiu Yorkshire Dales e causou grandes inundações.

Perto da cidade de Ilkley, enquanto o rio Wharfe transbordava, muitos veículos ficaram bloqueados e tiveram de ser rebocados.

Mais de 200 avisos de inundação foram emitidos em toda a Inglaterra.

No Canal da Mancha, os portos de Dover, em Inglaterra, e Calais, em França, foram obrigados a encerrar as operações.

No norte de França, muitas linhas elétricas foram derrubadas e 20 mil residências ficaram sem eletricidade.

O mau tempo também atingiu a Bélgica. Em Bruxelas parte da fachada de um edifício desabou.

Na Alemanha, a tempestade provocou vários feridos, centenas de voos foram anulados, mais de 50 mil casas ficaram sem eletricidade e os caminho-de-ferro cancelaram os comboios com destino ao nordeste.

Muitas escolas, em várias cidades e regiões, ficaram encerradas esta segunda-feira.

À medida que os serviços lutam para voltar ao normal, os passageiros devem esperar mais interrupções ferroviárias e aéreas.

A tempestade deve dissipar-se à medida que avança para leste mas o tempo instável vai continuar.