Última hora
euronews_icons_loading
Presidente de França visitou gruta de gelo ameaçada de extinção

O Presidente de França visitou um dos ecossistemas naturais mais ameaçados de França, o Mar de Gelo, nos Alpes, junto a Chamonix.

Emmanuel Macron passou a noite num hotel de altitude a preparar o discurso no qual se espera venha a apresentar medidas para proteger o Mont Blanc, um dos picos mais famosos da cordilheira dos Alpes.

Junto a este pico de 4.000 metros de altitude, encontra-se o maior glaciares alpino de França, o "Mer de Glace", na denominação em francês.

Macron vistou esta quinta-feira de manhã a gruta de gelo que tem permitido às pessoas perceberem bem de perto as graves consequências das alterações climáticas neste glaciar.

"Nunca imaginei um degelo tão rápido. É impressionante. Aqui podemos perceber como a inação nos trouxe até esta situação", admitiu o chefe de Estado francês.

Estima-se que o glaciar "Mer de Glace" esteja a recuar entre oito a 10 metros por ano. Consequência de um aquecimento de cerca de 4.°C na temperatura média junto ao maciço do Monte Branco desde o ano de 1950 até agora.

Desde 1850, o "Mer de Glace" já terá recuado cerca de dois quilómetros, mantendo ainda assim um serpentear com cerca de sete quilómetros por entre as falésias alpinas.