Última hora
This content is not available in your region

Partido alemão de extrema-direita, AfD, admite erro

euronews_icons_loading
Partido alemão de extrema-direita, AfD, admite erro
Direitos de autor  DEARD
Tamanho do texto Aa Aa

O partido alemão de extrema-direita, AfD, já reconheceu o erro.

Em causa está um livro de colorir que contém imagens de conteúdo racista e xenófobo.

Um membro local do partido na Renânia do Norte Vestefália, Roger Beckamp, apresentou um pedido de desculpas através das redes sociais afirmando tratar-se de um embaraço e acrescentando que o livro seria destruído.

O livro de colorir, dirigido a crianças e jovens, contém imagens de estrangeiros com ossos no cabelo e a meterem-se com mulheres em piscinas públicas, entre outras situações do dia-a-dia.

A comunidade de origem turca também é alvo de conteúdo depreciativo.

O parlamento estadual da Renânia do Norte Vestefália afirma que vai investigar a legalidade do financiamento do livro.

O partido AfD emitiu um comunicado no qual reconhece ter encomendado o livro e que este teria sido publicado, nas suas palavras, "prematuramente".